Blog

24/04/2017

Você sabe o que é procrastinar?

por Lidiane Coelho

Pelo dicionário, procrastinar é o ato de adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois”!

Mas aí pensamos assim: “Qual o problema de deixar algo para ser resolvido depois? Tem coisa que precisa mesmo ser feita em outro momento, não é mesmo?”

Calma, calma! Não é bem assim! Deixe-me explicar!

Sim, algumas coisas precisam ser resolvidas depois! Óbvio! Principalmente se você se organizou, planejou, dividiu as tarefas e sabe em qual tempo cada uma deve ser feita. Isso é planejamento e execução! Ótimo, não é?!

Mas não vou falar aqui das tarefas que você planeja e executa com tranquilidade, no tempo estimado ou esperado. Falo daquelas tarefas, ações ou até decisões a serem tomadas que vão sempre ficando para depois e depois. E nunca chega a hora de fazê-las. Um “depois” que nunca chega!

Todas essas “coisas” que você acaba deixando em alguma “estante” em sua casa, em seu trabalho ou mesmo em sua vida particular, vão trazendo sentimentos não tão legais!

Como permanecem na “estante”, ficam ali estagnadas, acumulando poeira... sem oferecer perigo. Vejam: estão ali quietas, paradas, sem fazer mal a ninguém, certo? Errado!

O problema é que cada vez que você olha para a estante aparecem sensações ou sentimentos esquisitos.

Aí você pensa assim: “Tudo bem, é só não olhar para a estante!” Mas o que está na estante reluz quando você menos espera! E isso é ruim porque acaba reforçando ciclos viciosos, reforçando negativamente alguns aspectos de nossa vida. Aí você pode se sentir incapaz, incompetente, fraco, com medo... É como se existisse uma voz dentro de você dizendo: “Está vendo lá a estante?! Você não consegue mesmo! Não adianta você pegar nada de lá para fazer, não vai conseguir! Ou não vai ter tempo, ou ou ou...”

Aí muitas vezes, é isso que acontece mesmo! Você acaba fazendo justamente o que a voz aí de cima disse. E continua no ciclo do não fazer, ou do fazer errado, ou da procrastinação, que é o fazer depois.

E a voz da procrastinação é tentadora, suave, atraente. Parece até inofensiva. Sabe por quê? Porque ela não te diz para largar tudo pra lá ou jogar aquilo tudo fora, ou ainda rever suas ações e seu planejamento e pensar em coisas novas ou melhores. Não! Não! Ela só te diz assim: “Hoje não! Espera!” Dependendo do que você colocou na “estante”, essa voz pode falar muitas coisas, como:

“Você pode fazer isso outra hora!”;

“Espera só você ter uma condição melhor”;

“Não faz ou fala isso ainda não”;

“Você precisa primeiro fazer aquele curso caro, que dura um ano”;

“Ainda não chegou o momento certo”;

“Esta ainda não é a oportunidade perfeita”;

“Isso não é para você”;

... ... ... ...

Só que isso a voz da procrastinação fala todo dia... E vamos não agindo. E o dia certo nunca chega, a oportunidade perfeita nunca aparece, o seu momento nunca chega, o jeito de fazer nunca é o perfeito ou ideal... E o tempo passa e passa... E como diria o poeta Quintana, “quando se vê já é sexta-feira, quando se vê já é Natal...”

E é por isso, meu amigo, que chega uma hora na vida em que você precisa “virar a mesa”, agir imediatamente para romper com todo esse ciclo. Chega uma hora em que você precisa “arrumar a casa”! Fazer o que tem que ser feito. Quem sabe até jogar algumas coisas fora e colocar outras novas no lugar! Não na estante, paradas. Não! Mas enfeitar a vida com novos ares, novas ações ou quem sabe com novos objetivos. E melhor ainda: quem sabe você consegue ser um “novo você”. Isso mesmo!  Por que não rever dentro de você o que precisa ser jogado fora, o que precisa renascer e o que precisar entrar?

E isso aí já é uma superdica para quem quer romper com esses ciclos, para quem quer não procrastinar, para quem quer não deixar as coisas empoeirando na estante: novos ares, novas ideias, novas amizades, novos caminhos! Tudo isso estimula para a ação. Quem tal fazer hoje o que nunca fez? Ou voltar do trabalho por um caminho diferente? Ou usar um penteado novo? Ou o relógio no outro braço?

Pode parecer bobagem, mas ações pequenas assim podem enviar para sua mente a seguinte mensagem: “Opa, as coisas podem estar mudando por aqui!” Mas essa é só uma dica. Se a procrastinação é antiga, ou profunda, é preciso ter ações também profundas, mais firmes, ou até radicais e frequentes! Mas que isso não seja também motivo de sua procrastinação.

Comece agora. Faça agora!

Mude seus pensamentos, mude suas atitudes, mude o rumo das coisas.

Faça acontecer!

Lidiane Coelho de Souza

Professional & Self Coach