Blog

23/01/2018

CINQUENTA E UM POR CENTO DOS EXECUTIVOS ACREDITAM NO COACHING

51 % DOS EXECUTIVOS ACREDITAM NO COACHING

 

Uma pesquisa recente da AESC  (Association of Executive Search and Leadership Consultants) mostrou que 51% dos executivos pesquisados acreditam que o Coaching seja uma ferramenta fundamental para se manter no mercado.

A pergunta oferecida a 837 executivos de alto escalão foi:
– Quais as formas adicionais de desenvolvimento, fora a experiência do dia a dia, podem ajudar executivos a se manterem relevantes no mercado de trabalho?

O Coaching desponta como a número 1.

"Pesquisa

Isto se deve a confiança em um processo feito com seriedade e maestria.

Vários executivos ressaltaram as principais vantagens que o Coaching Executivo oferece:

  • ampliação da visão de negócios
  • ampliação da visão dos cenários
  • autopercepção de ações e comportamentos
  • ampliação do autoconhecimento
  • identificação de gaps de desenvolvimento
  • reconhecimento de um mundo em constante mudanças
  • consciência de valores e crenças que norteiam atitudes

Os executivos se beneficiam também de outras possibilidades que o Coaching Executivo oferece:

  • ganhar clareza sobre o que realmente querem e como chegar lá
  • identificar possibilidades de carreira que conecta com o senso de propósito e paixão
  • aprender sobre suas forças e fraquezas, habilidades e valores pessoais
  • cruzar habilidades com valores e com o que lhes dá alegria
  • criar planos para explorar e perseguir uma nova direção de carreira
  • identificar a melhor forma de transmitir seu “valor único” para o mundo corporativo

Entretanto, para que o Coaching Executivo possa alcançar seus melhores resultados, é fundamental que seja uma busca voluntária do executivo, ou, caso seja uma sugestão de seu superior, que o executivo participe da escolha do coach  e que mergulhe de cabeça no processo.

Humildade é um dos pontos distintivos dos executivos que utilizam o Coaching. É necessário o reconhecimento de que sozinho, sua visão é limitada. É preciso o outro, isento, sem os vícios de olhar, de valores, crenças e vivências.

Fonte:http://revistacoachingbrasil.com.br/blog/51-dos-executivos-acreditam-no-coaching/